No arame

Angie 

-ela-

é como um anjo: delicada e belíssima;

mas um anjo maldito,

sem rumo,

com um passado túrbido, que gostaria de esquecer

e, porém,

incapaz

de deixar

de

dar

voltas

ao redor

desse nada

que

a

atormenta,

empenhada em viver e reviver isso

cada dia,

cada noite.

Foi trapezista.

Tem marcas de golpes antigos nas costas de seda.

E penas brancas.

(Algum dia serám asas). 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s