Paris, je t’aime <3

Lembras-te das ruas de Paris? Se fecho os olhos, vejo-nos ainda a brincar por elas, tu a correr trás de mim, eu a fugir de ti, até nos determos de repente, só quando algum gendarme batia connosco? Lembras como, no fim, me abraçava a ti e quase chorava de felicidade? Lembras-te de nós, a comer algodão-doce com a torre de fundo? Lembras-te de ir comigo de mão dada até àquele teatro pequenino e decrépito? Eu, tantos anos depois, quase consigo sentir ainda o cheiro das mimosas naqueles passeios longos, contigo e com a Maga, nas gélidas manhãs do inverno parisino: nós a exalar bafo pela boca, as nossas almas quentes e, quase sem repararmos, chegar juntos à primavera, que esperava por nós, convulsa. A notícia do telejornal trouxe-me de volta as memórias daqueles dias que passei convosco. A Maga já não está, já não há Cortázar nem estudantes revolucionários que lutem por um mundo mais bonito. Hoje, hoje mesmo, agora, ao acordar, tudo parece mais triste e, apesar dessa sensação que fica colada na alma, sinto que ainda podemos encontrar areia de praia debaixo do empedrado das ruas, como acreditávamos daquela. Como se o tempo não tivesse passado e nós fôssemos os mesmos e Paris, Paris. Como sempre.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s